Cê já viu as camisetas que o Gustavo Tubarão usa? Eita mineirês bão dimai da conta, sô!

Cê já viu as camisetas que o Gustavo Tubarão usa? Eita mineirês bão dimai da conta, sô!

abril 14, 2021 1 Por Bendizê

Gustavo Tubarão é mineiro de Cana Verde, uma cidade de pouco mais de 5 mil habitantes na região oeste de Minas Gerais, próxima a Lavras e Varginha.

Com apenas 21 anos, já acumula 4,5 milhões de seguidores no Instagram (abril de 2021). Sabe como ele se destacou tanto? Esbanjando mineiridade! 

Um dos influencers mineiros que mais bombam na rede social, Gustavo Tubarão faz isso evidenciando nosso sotaque, mostrando situações engraçadas da “vida na roça” e usando expressões mineiras que estampam também as camisetas que ele usa em seus vídeos, como “arreda”, “trenzim”, “nuuuh”, “tô garrado” e “mineirice não tem cura” (tem mêmo não, viu?!).

Quer saber um cadim a mais dessa história e descobrir cumé qui faiz pro cê comprá esses trem de vestir chique no úrtimo pro cê tamém, uai? Vem cum nóis, sô!

As mineirices e o sucesso de Gustavo Tubarão

Ele começou fazendo vídeos como forma de ocupar a cabeça e se distrair em uma fase difícil de sua vida, quando perdeu um amigo muito próximo. Chegou a fazer curso de teatro por um ano, por ser muito tímido e ter vontade de atuar, mas não curtia muito o palco em si, e foi na internet que encontrou seu lugar.

Gustavo Tubarão se mudou para BH na adolescência por conta do trabalho do pai, e um dos primeiros vídeos dele que viralizou foi o de uma comparação entre o sotaque mineiro da capital e o do interior, em tom humorístico — como na maioria de seus vídeos. Ele garante que não é um personagem. Aliás, sua autenticidade e simplicidade foram determinantes para conquistar o público.

Usando situações do dia a dia para demonstrar essa veia cômica, foi criando uma identificação, até pelo seu jeito de falar — principalmente por parte dos mineiros e goianos —, e passou a atrair gente do Brasil inteiro pelo humor e espontaneidade.

Gustavo incluiu personagens cativos em seus vídeos, como sua pampa, uma galinha de estimação e também a avó, que não gosta de aparecer diante da câmera, mas tem diálogos hilários com o neto. 

Veja esse vídeo em que ele ensina um gringo a falar mineirês, usando a camiseta República do Pão de Queijo: 

Hoje, Gustavo Tubarão se divide entre Cana Verde e BH por conta dos compromissos de trabalho que surgem em função de seu Instagram.

Bendizê e Gustavo Tubarão: vestindo a camisa de Minas 

A Bendizê faz moda com sotaque e sem estereótipos, exaltando nosso linguajar — o famoso mineirês — e a cultura mineira com um quê de modernidade.

Então, em 2020, Gustavo Tubarão se tornou um dos embaixadores da marca, estampando no peito esse orgulho de ser mineiro, que ele já demonstrava desde o início de sua trajetória de sucesso na internet. 

Assim como Gustavo Tubarão, a Bendizê faz questão de mostrar tudo o que Minas tem de bão, que é trem dimai da conta, uai! E temos um orgulho danado dessa parceria, afinal é junto dos bão que a gente fica mió!

Outra coisa que temos em comum é o público goiano. Pela proximidade geográfica e cultural entre Minas e Goiás, há muitas afinidades não só em relação ao sotaque, mas também à culinária (pamonha e pequi, hmmm 😋) e ao gosto pela música sertaneja, por exemplo. 

Mesmo não sendo mineiro(a) nem goiano(a), não tem problema: mineirize-se você também! Acesse nossa loja on-line e escolha sua estampa — ou expressão — e modelo preferido. Entregamos em todo o Brasil!