Onde comer uma verdadeira barra de cereal de mineiro (torresmo de barriga)

5 minutos para ler

Onde comer torresmo de barriga em BH:

  • Torresmaria (R. Tabaiares, 20 – Floresta)
  • Rei do Torresmo (Mercado Central – R. Augusto de Lima, 744 – loja 166)
  • Mercearia 130 (R. Ivaí, 130 – Serra / R. Bernardo Guimarães, 2267 – Lourdes)
  • Baiúca (R. Piauí, 1884 – Funcionários)
  • Patorroco (R. Turquesa, 875 – Prado)
  • Bitaca da Leste (R. Salinas, 2421 – Floresta)

A fama da culinária mineira atrai turistas do Brasil inteiro interessados em degustar as delícias típicas da nossa terrinha, como o pão de queijo, o doce de leite e o feijão tropeiro. 

Por falar nesse último, um acompanhamento tão comum quanto apetitoso, acabou deixando de ser mero coadjuvante para ganhar destaque de principal: sim, o torresmo, também conhecido como barra de cereal de mineiro. Porque em se tratando de cozinha, a gente não brinca em serviço mesmo, né?

Da tradição à modernidade

Antes considerado um tira-gosto de botequins “copo sujo”, lares do nosso amado copo lagoinha, o torresmo ganhou releituras interessantes, ocupando lugar de destaque no cardápio de estabelecimentos mais moderninhos e badalados.

Assim, passou a ser cada vez mais apreciado, inclusive pelos paladares mais jovens. Mas não aquele que é só pele e com gosto de fritura, e sim um torresmo bem carnudo e com a pele pururucada crocante, também chamado de torresmo de barriga. Alguns ainda levam um clássico toque de limão na hora de servir, outros inovam ao virem acompanhados de geleia de pimenta com abacaxi — o cítrico contribui para “quebrar” um pouco o sabor da gordura.

Onde comer torresmo em BH

Ficou com água na boca e com vontade de experimentar um autêntico torresmo mineiro? Veja a seguir onde encontrar o famoso petisco na capital!

Torresmaria

E não é que o torresmo ganhou até um estabelecimento especializado? Perto do burburinho da rua mais famosa do Floresta — a Sapucaí —, onde ficam inúmeros bares, a Torresmaria serve somente opções com torresmo, como o rabo de porco pururucado, que fica marinando por 24 horas na cachaça antes de ser levado ao forno para ser assado, e depois à fritadeira para pururucar.

Para acompanhar este e os demais petiscos oferecidos pela casa, como croquete, pastel e “pipoca” — todos com carne de porco — você pode escolher entre 10 rótulos de cachaça mineira, chope ou xeque mate.

Barra de cereal de mineiro – Torresmaria. Foto: O Tempo

Rei do Torresmo (Mercado Central)

No coração de um dos principais redutos da culinária mineira, onde é possível encontrar diversas iguarias típicas do estado, o Rei do Torresmo faz os frequentadores disputarem espaço no balcão. Dentre as opções, torresmo com farofa, torresmo com mandioca, torresmo com jiló… Mais mineiro impossível!

Mercearia 130

Por lá foi criado o “picolé mineiro”, torresmo feito com a parte da costela, em vez da barriga de porco. O nome dado ao petisco que ganhou fama na cidade se deve à forma de apresentação, com o ossinho deixado propositalmente, servindo de “palito” para segurar (e devorar) esse delicioso tira-gosto. Também é um ótimo nome para nossa barra de cereal, não é?

Picolé de mineiro – Mercearia 130. Foto: O Tempo

Baiúca

Na região do Funcionários/Savassi, eis uma boa opção para saborear um verdadeiro torresmo: bem carnudo e crocância, ele chega à mesa acompanhado de geleia de pimenta. Ao mesmo tempo que é um bar tradicional, o Baiúca está sempre se renovando e mantendo uma clientela fiel. Ah, lá o petisco é chamado de barra de cereal de mineiro, gostamos!

Patorroco

Outro torresmo muito bem recomendado é do Patorroco, que é servido acompanhado de geleia de abacaxi com pimenta. Localizado no bairro Prado, região oeste, o bar foi campeão de edições do Comida di Buteco e está sempre cheio, então é bom chegar cedo.

Receita de torresmo de bar 

Você também pode aprender a preparar um torresmo no capricho em sua casa para receber os amigos ou mesmo petiscar com a família. Para que fique bem parecido com esses que são servidos nos melhores bares, aí vão algumas dicas.

Segundo Luiz Paulo Mairink, chef do Bitaca da Leste, que também serve um excelente torresmo, um dos segredos é escolher um corte da barriga mais alto, que possibilite três camadas de carne entremeados de gordura. 

  • Para começar, o corte deve ser feito em tiras, e o tempero pode ser apenas sal (em média 25g para cada 1 kg de torresmo) e alho, ou acrescido de ervas e especiarias a gosto. 
  • O primeiro passo do preparo é assar por aproximadamente 2 horas no forno a 150°. 
  • Depois que a pele já estiver firme, retirar do forno e imergir em gordura bem quente, usando uma escumadeira para ajudar a pururucar. 
  • Por fim, escorrer em uma peneira fina de metal, para que fique bem sequinho e suculento.

Agora que você aprendeu como fazer torresmo de bar e onde encontrar a verdadeira barrinha de cereal de mineiro em BH, aproveite para conhecer também a rota da cerveja na capital mineira!

Posts relacionados

Um comentário em “Onde comer uma verdadeira barra de cereal de mineiro (torresmo de barriga)

Deixe um comentário